domingo, 29 de julho de 2012

Reflexão...U2 e Luciano Pavarotti - Miss Sarajevo (Legendado)


"Miss Sarajevo" é uma canção da banda irlandesa de rock U2 lançada como único single do álbum Original Soundtracks 1 de 1995, que teve a participação de Brian Eno, sob o pseudônimo Passengers. Luciano Pavarotti aparece como convidado fazendo um vocal ao estílo ópera solo. A canção também aparece na compilação The Best of 1990-2000, e o cantor George Michael regravou a música para seu álbum Songs from the Last Century. Apesar da canção não ter chegado as paradas da Billboard Hot 100, ela chegou a posição #6 no UK Singles Chart e também fez sucesso na Europa. Bono disse uma vez que "Miss Sarajevo" é uma das suas canções favoritas lançadas pelo U2.

Letra
Miss Sarajevo

Há momentos para ficar afastado
Momentos para desviar o olhar
Há momentos para baixar a cabeça
Para ir em frente com seu dia

Há momentos para usar kohl e batom
Momentos para enrolar o cabelo
Momentos para fazer compras na avenida
Para encontrar o vestido certo para se usar

Aí vem ela
Todos se viram para vê-la
Aí vem ela
Para receber sua coroa

Há momentos para fugir
Momentos para beijar e sair comentando
Há momentos para cores diferentes
Nomes diferentes que você acha complicado escrever

Há momentos para a primeira comunhão
Momentos para East 17
Há momentos para voltar-se a Meca
Há momentos para ser miss

Aí vem ela
Beleza atua como palhaço
Aí vem ela
Surreal com sua coroa

Você diz que o rio
Encontra seu caminho para o mar
E assim como o rio
Você virá para mim
Além das fronteiras
E dos desertos
Você diz que, como o rio
Semelhante ao rio
O amor virá
Amor
E eu não consigo mais rezar de forma alguma
E eu não consigo mais ter esperança no amor de forma alguma
E eu não consigo mais esperar pelo amor de forma alguma

Há momentos para amarrar fitas
Há momentos para árvores de Natal
Há momentos para arrumar a mesa
Há momentos quando a noite está congelante

domingo, 22 de julho de 2012

Rammstein - Amerika


Rammstein - Amerika | Official music video

Rammstein é uma banda alemã formada em Berlim em Janeiro de 1994. As músicas são em sua maioria em alemão e podem ser classificadas sob os estilos rock, Industrial metal, NDH e Heavy Metal.

O nome da banda vem de um acidente aéreo acontecido na pequena cidade alemã Ramstein em 1988, durante uma exibição em que três aviões italianos colidiram e caíram em cima da platéia, provocando a morte de setenta pessoas.
 A banda decidiu então pôr um "M" a mais no nome da banda. "Rammstein" literalmente pode ser traduzido como aríete*. Das bandas que cantam em alemão é a que atingiu maior sucesso fora da Alemanha, principalmente com o segundo álbum "Sehnsucht" (1997), depois com "Mutter" (2001) e "Reise, Reise" (2004), alcançando então o ápice do sucesso.
O seu penúltimo trabalho, inicialmente anunciado como "Reise, Reise (vol.2)", acabou por ser denominado "Rosenrot" (2005).
O último álbum lançado pela banda chama-se "Liebe ist für alle da", com destaque para a polêmica música "Pussy" causando mais uma vez polêmica e sucesso ao mesmo tempo e da mesma forma que a banda costuma apresentar-se.Till Lindemann, vocalista.


Nota

Se tomar base que "Ramm" é um diminutivo de "Rammen", e que o mesmo, em ingles lê-se "to ram", algo que pode ser traduzido como 1- Calcar, macetar. 2- Meter a força, enfiar. 3-Forçar a passagem/Aceitação e que Stein, na língua Alemã é "Pedra", podemos dizer que Rammstein é algo como martelo, pedra do martelo, algo do género. Se perceber também que eles tem sempre um tom pejorativo quanto a sociedade e governo, pode-se ver que o nome o indica bem.

A maioria de seus membros são oriundos da Alemanha Oriental, especificamente Berlim Oriental e Schwerin.

A banda freqüentemente usa efeitos pirotécnicos, fortes efeitos de iluminação além de um aspecto teatral nos seus concertos, produzindo um visual impressionante mas sobretudo cativante, mesmo para quem não gosta da sua música.



Letra (Tradução)

America (Rammstein)


Nós estamos todos vivendo na América *
América é maravilhosa
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Quando há uma dança eu quero conduzí-la
Mesmo se você puder se virar sozinho
Deixe-nos controlá-lo um pouco
Eu te mostrarei como realmente é
Nós estamos fazendo uma bela dança circular
Liberdade está tocando em todos os violinos
Música está vindo da Casa Branca
E Mickey Mouse está parado na frente de Paris

Nós estamos todos vivendo na América
América é maravilhosa
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Eu conheço movimentos que são muito úteis
E eu te protegerei de passos errados
E qualquer um que não queira dançar no final
Não sabe ainda que ele tem que dançar
Nós estamos fazendo uma bela dança circular
Eu te mostrarei como é
Papai Noel está indo para a África
E Mickey Mouse está parado na frente de Paris


Nós estamos todos vivendo na América
América é maravilhosa
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Nós estamos todos vivendo na América
Coca-Cola, Wonderbra **
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Esta não é uma canção de amor
Esta não é uma canção de amor
Eu não canto na minha língua pátria
Não, esta não é uma canção de amor

Nós estamos todos vivendo na América
América é maravilhosa
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Nós estamos todos vivendo na América
Coca-Cola, algumas vezes guerra
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

* Em diversos países europeus, os Estados Unidos são chamados de "América", claro que na língua nativa de tal país. No caso da Alemanha, Amerika.
** Um trocadilho entre "Wunderbar" ("Maravilhoso", como nos primeiros refrões). Então é usado uma palavra que soa parecido, "Wonderbra", uma marca de sutiãs tradicionalmente norte-americana.





segunda-feira, 16 de julho de 2012

Deep Purple - Highway Star...1972

Deep Purple ao vivo Beat Club em 24/06/1972.

Deep Purple é uma banda de rock inglesa formada em Hertford, Hertfordshire, em 1968.

Juntamente com as bandas Black Sabbath e Led Zeppelin, o Deep Purple é considerado um dos pioneiros do heavy metal e do hard rock moderno, embora alguns de seus integrantes tenham tentado não se categorizar como apenas um destes gêneros.

A banda também incorporou elementos de música clássica, blues-rock, pop e rock progressivo.Foram listados pelo Livro Guiness dos Recordes "como a banda com o som mais alto ao vivo no mundo", e venderam mais de 100 milhões de álbuns ao redor do mundo.
A banda passou por diversas mudanças de formação, além de um hiato de oito anos (1976-84). As formações do período 1968-76 foram comumente chamadas de Mark I, II, III e IV.Sua segunda formação, a mais bem-sucedida comercialmente, contou com Ian Gillan (vocal), Ritchie Blackmore (guitarra), Jon Lord (teclado), Roger Glover (baixo) e Ian Paice (bateria).

Esta formação esteve em atividade de 1969 a 1973, e foi reunida de 1984 a 1989 e, brevemente, em 1993, antes que os atritos entre o guitarrista Ritchie Blackmore e os outros membros da banda se tornassem intransponíveis.

A formação atual inclui o guitarrista Steve Morse (ex-Kansas, ex-Dixie Dregs), que entrou para banda em 1994. Com o afastamento de Jon Lord, em 2002, o Deep Purple conta apenas com o baterista Ian Paice como integrante original.

A marca da banda sempre foi a mistura de guitarra e teclado, com riffs simples e fortes e solos vigorosos. Sua canção mais conhecida é Smoke on the Water, gravada em dezembro de 1971.

Letra

Estrela da Estrada(Highway Star)

Ninguém vai tomar meu carro, eu vou correr com ele pela terra
Ninguém vai vencer o meu carro, ele vai quebrar a velocidade do som
Oh, ele é uma máquina mortífera, ele tem de tudo
Como um motor potente, grandes rodas e tudo

Eu o amo e preciso dele, eu imploro por ele
Sim, é um furacão selvagem
Certo, segure-se firme, eu sou uma estrela da estrada

Ninguém vai tomar minha garota, eu vou segurá-la até o final
Ninguém vai ter minha garota, ele permanece perto em cada curva
Oh, ela é uma máquina mortífera, ela tem de tudo
Como uma boca móvel, controle de corpo e tudo

Eu a amo, eu preciso dela, eu a semeio
Sim, ela me deixa ativo
Certo, segure-se firme, eu sou uma estrela da estrada

Ninguém vai tomar minha cabeça, eu tenho velocidade dentro do meu cérebro
Ninguém vai roubar minha cabeça agora que eu estou na estrada novamente
Oh, eu estou no céu de novo, eu tenho de tudo
Como um chão móvel, controle de velocidade e tudo

Eu a amo, eu preciso dela, eu a semeio
Oito cilindradas todas minhas
Certo, segure-se firme, eu sou uma estrela da estrada

Ninguém vai tomar meu carro, eu vou correr com ele pela terra
Ninguém vai vencer meu carro, ele vai quebrar a velocidade do som
Oh, ele é uma máquina mortífera, ele tem de tudo
Como um motor potente, grandes rodas e tudo

Eu o amo e preciso dele, eu imploro por ele
Sim, ele é um furacão selvagem
Certo, segure-se firme, eu sou uma estrela da estrada

(2x)
Eu sou uma estrela da estrada

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Rolling Stones & AC/DC (Angus e Malcolm) - Rock Me Baby

Vídeo raro onde as duas maiores bandas de Rock N Roll se juntam para tocar a músca Rock Me Baby do lendário guitarrista Jimi Hendrix.
(Homenagem...Rolling Stones, 50 Anos dessa maravilhosa banda de rock.)

The Rolling Stones é uma banda de rock inglesa formada em 25 de maio de 1962, e é uma
das bandas mais antigas ainda em atividade.

 Ao lado dos Beatles, foram considerados a banda mais importante da chamada Invasão Britânica ocorrida nos anos 1960, que adicionou diversos artistas ingleses nas paradas norte-americanas e que decisivamente influenciaram na música pop e nos costumes.

Formado por Brian Jones, Keith Richards, Mick Jagger, Bill Wyman e Charlie Watts, o grupo calcava sua sonoridade no blues.

Em cinquenta anos de carreira, sucessos como "Best of Burden", "Tumbling Dice", "Ruby Tuesday", "Wild Horses", "(I Can't Get No) Satisfaction", "She's Like A Rainbow", "Sympathy For The Devil", "Jumping Jack Flash", "Miss You" e "Angie" fizeram dos Stones uma das mais conhecidas bandas do rock mundial, levando-a a enfrentar todos os grandes clichês do gênero, desde recepções efusivas da crítica até problemas com drogas e conflito de egos, principalmente entre Jagger e Richards.

 Os Rolling Stones já venderam mais de 200 milhões de álbuns no mundo inteiro em sua carreira.



 Letra
Agite-me, baby
(B.B. King)

Agite-me, baby, agite-me a noite toda
Agite-me, baby, querida, agite-me a noite toda
Eu quero que você me agite
Como se as minhas costas não tivessem ossos

Role-me, baby, como se você rolasse uma roda de vagão
Eu quero que você me role como se fosse uma roda de vagão
Quero que você me faça rolar, baby
Você não sabe como isso me faz sentir

Agite-me, baby, agite-me a noite toda
Agite-me, baby, querida, agite-me a noite toda
Eu quero que você me agite
Até que eu não querer mais




quarta-feira, 4 de julho de 2012

Chicago - If You Leave Me Now


O grupo foi formado em 1967 na cidade homônima. A formação inicial do grupo, inicialmente chamado de The Big Thing, incluía Walter Paraider no saxofone, Lee Loughnane no trompete, Terry Kath na guitarra e voz, Danny Seraphine na bateria, James Pankow no trombone e Robert Lamm no órgão e voz. No começo, a banda não tinha baixista, mas, em Dezembro de 1967, o baixista e vocalista Peter Cetera juntou-se a eles, vindo da banda rival The Exceptions.

Sob a orientação do empresário e produtor James William Guercio, que, inicialmente, tinha dado à banda o nome de Chicago Transit Authority (nome que teve depois de ser reduzido porque o Departamento de Trânsito de Chicago não autorizou o uso do nome), a banda mudou-se para Los Angeles e assinou com a gravadora Columbia Records. Em 1969, foi editado o seu álbum de estréia, "Chicago Transit Authority", que vendeu mais de 2 000 000 de cópias e colocou quatro singles nas paradas musicais, fato que se repetiria ao longo da sua carreira e nos álbuns seguintes, cada um deles com uma ligeira variação na capa, na qual, ao lado do logotipo da banda, era acrescentada a numeração do respectivo disco.

A música do Chicago era uma mistura de estilos, desde o rock até a música pop, incorporando elementos do jazz e da música clássica. Mas, depois do tema de Cetera "If You Leave Me Now" se tornar disco de ouro e chegar ao primeiro lugar das paradas em 1976, o grupo começou a compor mais baladas românticas.

Após a morte de Terry Kath em 23 de Janeiro de 1978, ocorrido por um acidente com arma de fogo, o Chicago entrou em declínio, com fatos como o aumento do consumo de drogas entre seus integrantes e a crise gerada pela descoberta de graves informações sobre James William Guercio, seu empresário - entre elas, a de que ele estaria roubando a banda, terminando em sua demissão. A banda, então, decidiu acabar com os numerais romanos nos nomes dos álbuns, partindo para o diferente e ousado Hot Streets, já com o substituto de Kath, o guitarrista e vocalista Donnie Dacus, que, anos antes, havia atuado no filme Hair (baseado no musical homônimo). Ele permaneceu por dois álbuns: Hot Streets (1978) e Chicago 13 (1979), mas não se ajustou ao ritmo da banda e foi demitido em seguida. A banda tentou entrar na era da Disco Music lançando o single Street Player, composição de Danny Seraphine e David Hawk Wolinsky, produção de Phil Ramone e participação do trumpetista canadense Maynad Ferguson e de Ayrto Moreira. Mas o álbum não vendeu muito bem e eles receberam um ultimato da gravadora CBS: se não conseguissem atingir o número de vendas desejado no álbum seguinte, seriam demitidos. Então, mudaram seu estilo radicalmente para um rock mais pesado no álbum Chicago 14 (1980), convidando o guitarrista Chris Pinnick - que soava assustadoramente como Terry Kath, segundo James Pankow -, mas os esfroços de nada adiantaram. O álbum foi fracasso de vendas e o Chicago foi demitido, assinando em seguida com a gravadora Warner Brothers.

Danny Seraphine, um dos únicos músicos sóbrios na banda, resolveu tomar a frente do trabalho e procurou por um novo substituto para Terry. Contactou Bill Champlin, cantor e multiinstrumentista, famoso por seu trabalho anterior com a banda californiana The Sons Of Champlin. Este, por sua vez, chamou seu amigo de longa data e ex-companheiro de banda (os dois trabalharam juntos na banda Airplay), o produtor canadense David Foster. David aceitou o desafio de produzir o próximo álbum da banda, mas contando que eles aceitassem as mudanças que ele propunha, com uma nova proposta quanto a seu estilo. Nasce então a fase de baladas do Chicago, com o álbum Chicago 16, de 1982, e sua faixa mais famosa, Hard to Say I'm Sorry, composição da dupla Peter Cetera / David Foster, que renderia outras várias composições de sucesso tanto para o Chicago quanto para a carreira solo de Peter Cetera, anos mais tarde. O álbum vendeu um milhão de cópias e colocou a banda de volta às paradas de sucesso.

Peter se desligou da banda em 1985, após um ultimato dado pelos colegas. Alguns afirmam que Cetera estava com excesso de vaidade, querendo que seu nome aparecesse em destaque, mas os outros não concordaram; ele não queria sair mais em turnê pois, além de estar exausto de passar meses na estrada fazendo shows, estava com uma filha pequena e queria acompanhar seu crescimento. A banda queria desesperadamente sair em turnê, para aproveitar seu ressurgimento no cenário musical e o grande sucesso dos álbuns Chicago 16 e Chicago 17. Peter, então, decidiu realizar o sonho que vinha acalentando há muitos anos: seguir carreira solo. Peter já tinha lançado um álbum solo em 1980, já na nova gravadora, Warner. Mas ele suspeita que a gravadora boicotou o álbum para não prejudicar e ofuscar a banda.

A banda seguiu e audicionou algumas pessoas para ocupar a vaga de substituto de Peter Cetera, alguém que preenchesse os requisitos básicos: ter voz aguda (tenor) e ser baixista. Acharam o substituto perfeito, Jason Scheff, filho do baixista da banda de Elvis Presley, Jerry Scheff. Ironicamente, ele foi descoberto quando mandou uma canção demo para o repertório do segundo álbum solo de Peter Cetera, Solitude/Solitaire (1986).

Em 1990, no meio de uma turnê, o baterista da formação original, Danny Seraphine, foi demitido, e a alegação seria de que ele não estava mais tocando como antes, e não se dedicava mais nem se aperfeiçoava. Até hoje paira no ar uma mágoa de Danny, ele não toca muito no assunto mas já deixou claro que considera injusta sua demissão, até porque seu papel foi fundamental no ressurgimento da banda. Entra em seu lugar o baterista Tris Imboden, que também tocou com Chaka Khan, Earth, Wind & Fire, Doobie Brothers, Al Jarreau, Anita Baker, David Foster, entre outros, e gravou com Peter Cetera(no álbum One More Story - 1988), Bill Champlin (no álbum solo Burn Down the Night-1994), David Foster, Kenny Loggins, o guitarrista brasileiro Ricardo Silveira, entre outros.

Em seguida, entrou para a formação o Guitarrista Dawayne Bailey, que durou pouco e foi substituído por Keith Howland, já para a tour de 1999. Ele permanece na banda até os dias de hoje, como guitarrista e vocalista, dividindo as vozes agudas com Jason Scheff.

Da formação original ficaram apenas Robert Lamm, tecladista, e o naipe de metais, formado por Lee Loughnane, trumpetista, James Pankow, trombonista, e Walt Parazaider, saxofonista.

Em 1993 gravaram o álbum Stone of Sisyphus, que a gravadora se recusou a lançar nos EUA, por não considerar o álbum um 'produto vendável'. O álbum chegou a ser lançado no Japão, mas não vingou. A banda então resolveu se desligar da gravadora e lançar seu selo independente, a Chi Records.

Em 1995, lançaram o álbum "Night and Day- Big Band", pela Giant Records, com vários standarts de Jazz com nova roupagem.

Lançaram em 2006 o álbum Chicago XXX, pela Rhino Records, uma subdivisão da Warner Bros. A Rhino também relançou versões remasterizadas da maioria de seus álbuns, com acréscimo de faixas inéditas, que foram gravadas na época dos ábuns mas não entraram na edição original.

Atualmente estão em turnê com o álbum Chicago XXX e fizeram também recentemente uma turnê com o grupo Earth, Wind & Fire, que virou DVD.

A banda passou em setembro de 2010, pela primeira vez, no Brasil, tocando ao lado da banda de folk-rock America.

From This Moment On - Shania Twain

Shania Twain nome artístico de Eilleen Regina Edwards (Windsor, 28 de agosto de 1965) é uma cantora, produtora, escritora e compositora canadense de música Country e música Pop.

Começou sua carreira musical no início da década de 1990 com seu primeiro álbum intitulado Shania Twain (1993), subiu à fama com o álbum de 1995 "The Woman in Me" e obteve um reconhecimento mundial com o álbum de 1997 Come on Over, que se tornou o álbum mais vendido por uma artista feminina em todos os tempos, e o álbum country mais vendido da história da música. O seu quarto álbum de estúdio intitulado Up! foi lançado em 2002 e até há data vendeu 20 milhões de cópias.Indicada para 18 prémios Grammy sendo vencedora de cinco, Shania Twain obteve grande sucesso ao misturar Country com Pop. Shania alcançou muito sucesso como compositora e como cantora, tendo ganho 27 prémios BMI Songwriter. Ela é a única mulher que possui três Discos de Diamante consecutivos certificado pela RIAA, e três álbuns certificados de Diamante Duplo pela Canadian Recording Industry Association. Shania já vendeu mais de 80 milhões de discos no mundo todo, sendo 48 milhões só nos EUA, tornando-se assim a 6ª artista feminina que mais vendeu discos naquele pais, é também a segunda maior artista feminina do Canadá (atrás somente da companheira canadense Celine Dion). Mais recentemente Shania lançou um documentário para a OWN, intitulado Why Not? with Shania Twain. Em homenagem à sua brilhante carreira ela recebeu a 2 de junho de 2011, uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Shania também lançou a 12 de junho a sua nova música "Today is Your Day" e a sua autobiografia a 3 de maio do mesmo ano, intitulada From This Moment On, tendo entrado para a lista de best-sellers do New York Times.Shania é uma dos artistas que mais venderam discos em todos os tempos.

Tradução

A partir desse momento(From This Moment on) - Shania Twain

A partir deste momento a vida começa
A partir deste momento você será o único
Ao seu lado é onde devo estar
A partir deste momento em diante

A partir deste momento eu fui abençoada
Eu vivo somente para sua felicidade
E pelo seu amor eu daria meu último suspiro
A partir deste momento em diante

Eu dou-lhe minha mão com todo meu coração
Mal posso esperar para viver minha vida com você, mal posso esperar para começá-la, você e eu nunca nos separaremos,
meus sonhos tornaram-se verdadeiros por causa de você

A partir deste momento e enquanto eu viver
Eu vou te amar, isto eu prometo
Não existe nada que eu não daria
A partir deste momento em diante

Você é a razão por eu acreditar no amor,
Você é a resposta do Céu às minhas preces
Tudo que precisamos é um do outro
Meus sonhos se tornaram realidade por sua causa

A partir deste momento e enquanto eu viver
Eu vou te amar, isto eu prometo
Não existe nada que eu não daria
A partir deste momento
Eu vou te amar enquanto eu viver
A partir deste momento em diante...

Ditados Gaúchos...

Segue, alguns ditados da cultura gaúcha.
(Clique na imagem para ampliar)




(fonte-O missioneiro-Facebook)